Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST)

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS (DST)

As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) são causadas por vários tipos de agentes. São transmitidas, principalmente, por contato sexual sem o uso de camisinha, com uma pessoa que esteja infectada e, geralmente, se manifestam por meio de feridas, corrimentos, bolhas ou verrugas.

Solicite um agendamento

Algumas DST são de fácil tratamento e de rápida resolução. Outras, contudo, têm tratamento mais difícil ou podem persistir ativas, apesar da sensação de melhora relatada pelos pacientes. As mulheres, em especial, devem ser bastante cuidadosas, já que, em diversos casos de DST, não é fácil distinguir os sintomas das reações orgânicas comuns de seu organismo. Isso exige da mulher consultas periódicas ao médico. Algumas DST, quando não diagnosticadas e tratadas a tempo, podem evoluir para complicações graves e até a morte.

Algumas DST também podem ser transmitidas da mãe infectada para o bebê durante a gravidez ou durante o parto. Podem provocar, assim, a interrupção espontânea da gravidez ou causar graves lesões ao feto, outras podem também ser transmitidas por transfusão de sangue contaminado ou compartilhamento de seringas e agulhas, principalmente no uso de drogas injetáveis.

Tipos de DST:

Aids

Causada pela infecção do organismo humano pelo HIV (vírus da imunodeficiência adquirida). O HIV compromete o funcionamento do sistema imunológico humano, impedindo-o de executar adequadamente sua função de proteger o organismo contra as agressões externas, tais como: bactérias, outros vírus, parasitas e células cancerígenas;

Cancro mole

Também chamada de cancro venéreo, popularmente é conhecida como cavalo. Manifesta-se através de feridas dolorosas com base mole;

Condiloma acuminado ou HPV

É uma lesão na região genital, causada pelo Papilomavirus Humano (HPV). A doença é também conhecida como crista de galo, figueira ou cavalo de crista;

Gonorréia

É a mais comum das DST. Também é conhecida pelo nome de blenorragia, pingadeira, esquentamento. Nas mulheres, essa doença atinge principalmente o colo do útero;

Clamídia

Também é uma DST muito comum e apresenta sintomas parecidos com os da gonorréia, como, por exemplo, corrimento parecido com clara de ovo no canal da urina e dor ao urinar. As mulheres contaminadas pela clamídia podem não apresentar nenhum sintoma da doença, mas a infecção pode atingir o útero e as trompas, provocando uma grave infecção. Nesses casos, pode haver complicações como dor durante as relações sexuais, gravidez nas trompas (fora do útero), parto prematuro e até esterilidade;

Herpes

Manifesta-se através de pequenas bolhas localizadas principalmente na parte externa da vagina e na ponta do pênis. Essas bolhas podem arder e causam coceira intensa. Ao se coçar, a pessoa pode romper a bolha, causando uma ferida;

Linfogranuloma venéreo

Caracteriza-se pelo aparecimento de uma lesão genital de curta duração (de três a cinco dias), que se apresenta como uma ferida ou como uma elevação da pele. Após a cura da lesão primária surge um inchaço doloroso dos gânglios de uma das virilhas. Se esse inchaço não for tratado adequadamente, evolui para o rompimento espontâneo e formação de feridas que drenam pus;

Sífilis

Manifesta-se inicialmente como uma pequena ferida nos órgãos sexuais (cancro duro) e com ínguas (caroços) nas virilhas. A ferida e as ínguas não doem, não coçam, não ardem e não apresentam pus. Após um certo tempo, a ferida desaparece sem deixar cicatriz, dando à pessoa a falsa impressão de estar curada. Se a doença não for tratada, continua a avançar no organismo, surgindo manchas em várias partes do corpo (inclusive nas palmas das mãos e solas dos pés), queda de cabelos, cegueira, doença do coração, paralisias;

Tricomoníase

Os sintomas são, principalmente, corrimento amarelo-esverdeado, com mau cheiro, dor durante o ato sexual, ardor, dificuldade para urinar e coceira nos órgãos sexuais. Na mulher, a doença pode também se localizar em partes internas do corpo, como o colo do útero. A maioria dos homens não apresenta sintomas. Quando isso ocorre, consiste em uma irritação na ponta do pênis.

Como prevenir as DSTs?

dst-exames-analysis-01

 O uso da camisinha (masculina ou feminina) em todas as relações sexuais (orais, anais e vaginais) é o método mais eficaz para evitar a transmissão das DST, do HIV/aids e das hepatites virais B e C. Serve também para evitar a gravidez. A camisinha masculina ou feminina pode ser retirada gratuitamente nas unidades de saúde.

Quem tem relação sexual desprotegida pode contrair uma DST. Não importa idade, estado civil, classe social, identidade de gênero, orientação sexual, credo ou religião. A pessoa pode estar aparentemente saudável, mas pode estar infectada por uma DST.

A prevenção combinada abrange o uso da camisinha masculina ou feminina, ações de prevenção, diagnóstico e tratamento das DSTs, testagem para HIV, sífilis e hepatites virais B e C, profilaxia pós-exposição ao HIV, imunização para HPV e hepatite B, prevenção da transmissão vertical de HIV, sífilis e hepatite B, tratamento antirretroviral para todas as PVHA, redução de danos, entre outros.

Como diagnosticar essas doenças?

A consulta ao médico é indispensável para diagnosticar uma doença sexualmente transmissível. Esse profissional tem o conhecimento para diferenciar as diversas formas de apresentação das doenças e indicar qual o exame laboratorial mais adequado para comprovar, definitivamente, a presença da DST. Os testes podem ser realizados com material da lesão genital, urina ou pela pesquisa de marcadores da doença no sangue (sorologias). Como algumas lesões podem ser semelhantes, mesmo em doenças diferentes, o médico pode solicitar mais de um teste laboratorial para ter certeza do tipo de DST.

 Existe tratamento para as DSTs?

dst-exames-analysis-02

Existe tratamento para todas as doenças sexualmente transmissíveis, e para aquelas ocasionadas por bactérias ou fungos, existe cura após o tratamento. Para aquelas cujo agente causal é um vírus, existe controle medicamentoso.

Painel Molecular para DSTs

Um exame de DNA pode ajudar a diagnosticar simultaneamente seis das mais comuns Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) do mundo. O Painel Molecular para DSTs detecta as seguintes patologias:

  • Clamídia (Chlamydia trachomatis),
  • Gonorreia (Neisseria gonorrhoeae),
  • Tricomoníase (infecção vaginal causada pelo Trichomonas vaginalis),
  • Mycoplasma hominis (causador de doenças inflamatórias pélvicas como uretrites, cistites e cervicites, e abscessos tubo-ovarianos),
  • Mycoplasma genitalium (causador de uretrite nos homens e da vaginose bacteriana nas mulheres) e
  • Ureaplasma urealyticum (bactéria que afeta cerca de 70% dos casais sexualmente ativos).

O exame genético tem como metodologia o PCR Multiplex, por meio da aplicação de tecnologia DPO™ (Dual Priming Oligonucleotide), ou seja, a mais sensível existente. Os exames convencionais para a detecção de agentes infecciosos causadores de DST tais como ELISA, Coloração de Giemsa e cultura costumam levar vários dias para a obtenção do resultado, além de terem baixa sensibilidade, com possível diagnóstico falso negativo.

Já o Painel Molecular para DSTs tem um sistema preciso para interpretação dos resultados e fica pronto em poucos dias. A coleta pode ser feita através de raspado endocervical, uretral e urina.

Só uma das seis doenças diagnosticadas pelo Painel Molecular para DSTs, a clamídia, acomete 90 milhões de pessoas por ano, segundo a Organização Mundial da Saúde. Isso acontece porque a infecção não apresenta sintomas em até 50% dos homens e em 70% das mulheres.

A detecção da clamídia por meio de exame genético é útil porque o agente infeccioso cresce exclusivamente dentro das células do portador. A sensibilidade dos testes de DNA é em torno de 20% maior do que a da cultura do material genital. Os benefícios são a sensibilidade aumentada e a possibilidade de se utilizar urina para a detecção de DNA da clamídia, o que simplifica a coleta.

Faça seu pré-agendamento:

Nome:

E-mail:

Telefone:

Informe abaixo o dia e hora que tens interesse em fazer o Exame:

Preencha seu dados no formulário e detalhe bem qual sua necessidade, nossa equipe entrará em contato.

Fique tranquilo quanto a informar seus dados em nosso site, nós não enviamos spam nem propaganda, pedimos os dados somente por segurança.

médico-analysis