HORMÔNIO ANTI-MULLERIANO (AMH)

arte

Prazo de entrega: 5 a 7 dias
Exame:
HORMÔNIO ANTI-MULLERIANO (AMH)

  • Os atendimentos são por ordem de chegada, não é necessário agendamento prévio
  • OBRIGATÓRIO DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO COM FOTO
  • Não necessita de jejum
  • Colher a amostra entre 2° e 7° dia do ciclo ou conforme orientação médica

HORMÔNIO ANTI-MULLERIANO (AMH)

Durante o desenvolvimento embriogênico masculino, a secreção de hormônio anti-mulleriano (AMH) nas células de Sertoli testiculares é essencial para a regressão dos ductos Mullerianos (precursores do útero, trompas e vagina) e para o desenvolvimento normal do trato reprodutivo masculino.

No menino, o AMH, fator testicular secretado pelas células de Sertoli, causa a regressão dos dutos de Muller e continuará a ser produzido até a puberdade. Após este período, os níveis decrescem lentamente até atingirem valores residuais.

Na menina, o AMH começa a ser produzido em pequenas quantidades pelas células da granulosa ovariana logo após o nascimento até a menopausa, tornando-se indetectável no soro após este período.

A dosagem de AMH constitui um instrumento útil para o diagnóstico de várias entidades clínicas, tais como:

  • Previsão de fertilidade;
  • Puberdade precoce (AMH baixo);
  • Puberdade tardia (AMH alto);
  • Pseudo-hermafroditismo masculino;
  • Síndrome da Persistência do Ducto Mulleriano (PMDS);
  • Suspeita de anorquia ou ectopia testicular;
  • Poderia ainda auxiliar na determinação do sexo fetal, sobretudo em presença de aberrações cromossômicas;
  • O AMH também tem sido utilizado para confirmar a retirada completa de tecido gonadal tumoral após cirurgias.

Para realizar o exame basta comparecer a uma de nossas unidades:

Ver unidades