NIPT – TESTE PRÉ-NATAL NÃO INVASIVO EM SANGUE MATERNO

O PRÉ-NATAL mais moderno e
atualizado para a mamãe e o bebê.

Uma amostra de sangue que
pode mudar a vida do bebê.

img_nipt

Até muito recentemente, o rastreio não invasivo de anomalias cromossômicas no período pré-natal era, e ainda é, realizado com ultrassonografia combinada à triagem bioquímica no soro materno. Porém, por conta da baixa especificidade, na maioria dos casos os resultados indicam indevidamente a necessidade de uma coleta invasiva.

Os avanços tecnológicos na análise de DNA permitiram desenvolver exames de triagem pré-natal não invasivos, como o NIPT. Vindo do nome em inglês Non Invasive Pre Natal Testing, é baseado no estudo de DNA fetal livre em sangue materno e capaz de estudar diferentes condições cromossômicas com maior sensibilidade e especificidade. o há risco para a mãe e o bebê, pois não requisita a coleta de líquido amniótico ou biópisa de vilosidade coriônica.

Assista o vídeo e saiba mais:
https://alvaroapoio.com.br/medicina-diagnostica/teste-pre-natal-nao-invasivo-avancos-na-medicina-fetal-para-diminuir-riscos

O teste é indicado para todas as mulheres de gestação única, gemelar (até dois bebês) ou ovodoação (feto único) a partir da 9ª semana.

Este exame pode ser feito por qualquer gestante, a partir da nona semana de gravidez

No caso de gêmeos, o NIPT identifica se são idênticos ou diferentes. Desde 2018, ele é recomendado pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo). O prazo de entrega é de 15 a 25 dias.

A metodologia utilizada é exclusiva, baseada em SNPs (Polimorfismo de Nucleotídeo Único) analisado por sequenciamento do DNA fetal e materno, presente no plasma a partir da 9ª semana de gestação.

O NIPT oferece dois tipos de Panorama: o Básico e o Expandido.

  • Trissomia dos cromossos 21,18,13 x e y;
  • Monossomia do x;
  • Microdeleção 22q11 – Sindrome de DiGeorge;
  • Triploidia.
  • Trissomia dos cromossos 21,18,13 x e y;
  • Monossomia do x;
  • Microdeleção 22q11 – Sindrome de DiGeorge;
  • Triploidia;
  • Síndrome da deleção 1p36;
  • Síndrome de Cri-DU-Chat;
  • Paterno – Síndrome de Prader-Willi;
  • Materno – Síndrome de Angelman.

Os diferenciais do Panorama são:

– Único que distingue DNA materno e fetal
– Identifica triploida, gestação com gêmeo desaparecido e gestação molar
– Determina zigozidade e sexo fetal individual para gêmeos

img_nipt2

No Laboratório Analysis, este exame é realizado pela GeneOne (www.geneone.com.br). Laboratório de genômica com especialização em medicina personalizada, oferece corpo técnico e clínico altamente especializado, amplo portfólio de testes, suporte a diagnóstico de doenças raras e hereditárias, avaliação genética germinativa e somática em oncologia, além de equipamentos e metodologias de última geração.

Pioneirismo, qualidade e excelência médica são as prioridades que direcionam as ações de desenvolvimento dos testes genéticos, dos resultados laboratoriais reportados e do suporte clínico-laboratorial realizado para os médicos e laboratórios parceiros.

Para realizar o exame:

  • Necessário um documento de identificação com foto (RG, carteira de trabalho, carteira de motorista, etc);
  • Não é necessário jejum;
  • Este exame só pode ser realizado após a nona semana de gestação;
  • É obrigatório o pedido médico (requisição médica);
  • A coleta deve ser realizada de segunda a quinta, nunca coletado em SEXTA-FEITA, SÁBADO e/ou VÉSPERA DE FERIADO;
  • Para realização do NIPT é obrigatório agendamento prévio.
  • Prazo de entrega de ambos os exames é de 15 a 25 dias úteis.

* * * IMPORTANTE:

– Se a gravidez for de trigêmeos (ou quadrigêmeos etc.) Não realizamos o teste.
– Se a gravidez for de gêmeos só oferecemos o NIPT (Panorama) Básico.
– Barriga solidária (de aluguel) e ovodoação feto único só oferecemos o Básico.
– Barriga solidária (de aluguel) e ovodoação com 2 fetos (gêmeos) Não realizamos o teste.
– Se a mãe souber que tinha 2 fetos mas 1 não se desenvolveu (gêmeo desaparecido = vanishing twin). Não realizamos o teste.
– Se a mãe for transplantada de medula. Não realizamos o teste.
– Se a mãe for transplantada de órgãos sólidos (rim é o mais comum) podemos fazer o teste mas avisar que poderá ser inconclusivo.