google-site-verification=LxRpDNdt8T5Xn7XzNuU23Jc7rVl-3kQcq2yw2r4zSVM
DST.jpg

Exame Painel

Molecular DSTs

Conjunto de exames que detecta seis DSTs.

Instruções de Coleta

•    Os atendimentos são por ordem de chegada, não é necessário agendamento prévio;
•    OBRIGATÓRIO DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO COM FOTO;
•    Não necessita de requisição médica;
•    Não necessita de jejum;
•    O exame pode ser realizado em amostra de urina ou através de coleta de secreção endocervical, vaginal, uretral e ocular. Veja como coletar na Seção de Perguntas Frequentes, logo abaixo.

•    Prazo de entrega: 13 dias.

O que é?

O exame genético tem como metodologia o PCR Multiplex, por meio da aplicação de tecnologia DPO™ (Dual Priming Oligonucleotide), ou seja, a mais sensível existente. Os exames convencionais para a detecção de agentes infecciosos causadores de DST tais como ELISA, Coloração de Giemsa e cultura costumam levar vários dias para a obtenção do resultado, além de terem baixa sensibilidade, com possível diagnóstico falso negativo.


Já o Painel Molecular para DSTs tem um sistema preciso para interpretação dos resultados e fica pronto em poucos dias. A coleta pode ser feita através de secreção endocervical, uretral e urina.


Só uma das seis doenças diagnosticadas pelo Painel Molecular para DSTs, a clamídia, acomete 90 milhões de pessoas por ano, segundo a Organização Mundial da Saúde. Isso acontece porque a infecção não apresenta sintomas em até 50% dos homens e em 70% das mulheres.


A detecção da Clamídia por meio de exame genético é útil porque o agente infeccioso cresce exclusivamente dentro das células do portador. A sensibilidade dos testes de DNA é em torno de 20% maior do que a da cultura do material genital. Os benefícios são a sensibilidade aumentada e a possibilidade de se utilizar urina para a detecção de DNA da clamídia, o que simplifica a coleta.

O Painel Molecular para DSTs detecta as seguintes patologias de uma só vez:

 
•    Clamídia (Chlamydia trachomatis)
•    Gonorréia (Neisseria gonorrhoeae)
•    Tricomoníase (infecção vaginal causada pelo Trichomonas vaginalis)
•    Mycoplasma hominis (causador de doenças inflamatórias pélvicas como uretrites, cistites e cervicites, e abscessos tubo-ovarianos)
•    Mycoplasma genitalium (causador de uretrite nos homens e da vaginose bacteriana nas mulheres) 
•    Ureaplasma urealyticum (bactéria que afeta cerca de 70% dos casais sexualmente ativos)

Perguntas frequentes

Como fazer a coleta do exame (urina)?


  • Fazer higiene íntima com água e sabão

  • Coletar em frasco estéril o primeiro jato da urina.

  • O ideal é se possível reter a urina por no mínimo duas horas antes de realizar a coleta da urina.




Como fazer a coleta do exame (secreção uretral)?


  • Fazer higiene íntima com água e sabão
  • Não urinar até o momento da coleta após a higiene
  • Não estar em uso de pomadas ou cremes íntimos até 3 dias antes da coleta
  • Não ter relação sexual 24hrs antes da coleta




Como fazer a coleta do exame (secreção vaginal)?


  • Fazer higiene íntima com água e sabão

  • Não urinar até o momento da coleta após a higiene

  • Não estar em uso de pomadas ou cremes íntimos até 3 dias antes da coleta

  • Não estar em período menstrual

  • Não ter relação sexual 24hrs antes da coleta