seta.png

Precisa de Atendimento?

Especialistas alertam sobre retomada de cuidados com Câncer de próstata pós pandemia



Alerta é para que os homens não deixem de realizar os exames de rotina; somente no Brasil em 2020, 30% dos casos de câncer masculino foram de próstata segundo levantamento do INCA (Instituto Nacional do Câncer)

Levantamento do Inca (Instituto Nacional do Câncer) estima que 65 mil novos casos de câncer de próstata sejam registrados no Brasil em 2021. Cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. “Muitos homens já chegam no meu consultório com a doença em estágio avançado”, afirma Dr. Carlo Passerotti, urologista e coordenador dos Centros Especializados em Urologia e em Cirurgia Robótica do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, lembrando que muitos diagnósticos ficaram represados nos últimos meses por causa da pandemia de Covid-19.

Segundo Dr. Ariel Kann, oncologista do Cento Especializado em Oncologia do Hospital, a evolução do câncer não vai esperar o fim da pandemia, por isso, é fundamental que os pacientes sigam com a realização dos exames de rotina e não interrompam seus tratamentos e consultas. “Estamos preparados para receber os pacientes com total segurança e adotamos todas as medidas sanitárias estabelecidas pelas entidades internacionais de saúde com fluxos rigorosos de atendimento para todos os pacientes, independentemente da patologia. A continuidade dos tratamentos é crucial para o sucesso dos desfechos clínicos”, alerta o médico.

As taxas de incidência do câncer de próstata no Brasil podem ser parcialmente justificadas pela evolução dos métodos de diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida da população. Alguns desses tumores podem crescer de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte.

Estudo PURE

O estudo PURE (Prospective Urban Rural Epidemiology), que no Brasil é coordenado pelo Centro Internacional de Pesquisa do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, avaliou as causas de mortalidade no mundo por meio da análise de 162.534 participantes seguidos por quase 10 anos. Nessa pesquisa, verificou-se que a incidência de câncer vem crescendo no Brasil e já é responsável por 26% de todos os óbitos no país. O estudo revelou ainda que o câncer representou a segunda causa mais comum de óbito, antes da pandemia da Covid-19, e claramente pode se tornar a principal causa de morte no mundo dentro de poucas décadas. Em 2020, cerca de 30% dos casos de câncer masculino foram de próstata, segundo levantamento do INCA (Instituto Nacional do Câncer).

Acesso a tratamentos e equipamentos inovadores

O Centro Especializado em Oncologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz está intensamente envolvido em pesquisas clínicas com protocolos locais e mundiais, e oferece o que há de mais moderno e eficaz em termos de medicina diagnóstica e tratamentos oncológicos. “Temos diversos estudos clínicos em andamento. Atualmente, estamos recrutando pacientes com câncer de próstata avançado para receberem os tratamentos mais inovadores do mercado. Isso é realmente um diferencial e uma grande oportunidade aos nossos pacientes”, afirma o Dr. Ariel Kann.

A Instituição conta também com equipamentos de última geração para o diagnóstico cada vez mais precoce dos tumores prostáticos, como a ressonância magnética de 3 Tesla, aparelho que realiza exames até 25% mais rápido, além de contar com uma melhor resolução de imagens. Além disso, o Hospital disponibiliza biópsia com fusão de imagens, que une a imagem da ressonância com a do ultrassom, permitindo a localização de lesões bem pequenas, de 2-3 mm. Outro teste, mais moderno, é o PET-CT com marcador de PSMA, que auxilia na avaliação sistêmica e possibilita avaliar a localização da doença, ou seja, se o tumor está localizado somente na próstata.

Cirurgia robótica

O Hospital Alemão Oswaldo Cruz também possui um Centro Especializado em Cirurgia Robótica composto por uma equipe de cirurgiões amplamente qualificada para a realização de cirurgias robóticas com o robô Da Vinci SI, que oferece imagens FULL HD com resolução 1.080 pixels e permite que os acessos cirúrgicos sejam realizados apenas com uma incisão, de menor extensão, reduzindo desta forma o tempo de internação e permitindo ao paciente retomar suas atividades mais rapidamente.

Sobre o Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Fundado em 1897 por um grupo de imigrantes de língua alemã, o Hospital Alemão Oswaldo Cruz é um dos maiores centros hospitalares da América Latina. Com 124 anos de atuação, a Instituição é referência em serviços de alta complexidade e ênfase em Oncologia e Aparelho Digestivo. Para que os pacientes tenham acesso aos mais altos padrões de qualidade e de segurança no atendimento, atestados pela certificação da Joint Commission International (JCI) – principal agência mundial de acreditação em saúde –, o Hospital conta com um corpo clínico renomado, formado por mais de 4,5 mil médicos cadastrados ativos, e uma das mais qualificadas assistências do país. Sua capacidade total instalada é de 805 leitos, sendo 582 deles na saúde privada e 223 no âmbito público. Desde 2008, atua também na área pública como um dos seis hospitais de excelência do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) do Ministério da Saúde.

Hospital Alemão Oswaldo Cruz – https://www.hospitaloswaldocruz.org.br/