seta.png

Precisa de Atendimento?

EXAME PARASITOLÓGICO DE FEZES (EPF)


O exame parasitológico de fezes, também conhecido como EPF, tem como principal objetivo a pesquisa de infestações por parasitos intestinais em um indivíduo. As principais formas parasitárias encontradas podem ser ovos, cistos, larvas, trofozoítos, etc.

A parasitose intestinal é mais comum na infância, porém, não se exclui a possibilidade de um indivíduo adulto, apresentar alguma forma parasitária, já que a principal via de contaminação é proveniente da alimentação, ingestão de água contaminada ou contato direto.

A maior parte dos casos de infestações parasitárias não apresentam sintomas, evidenciando a importância da inclusão do EPF como exame de rotina, e também, da importância da coleta de material biológico realizada de forma correta, para excluir casos de possíveis contaminações de amostras pelo ambiente externo.

É um exame de preparação e análise, relativamente rápidos, podendo ter o resultado em até 24 horas após a entrega da amostra. Casos de contaminação com mais de um tipo de parasitos, também podem ocorrer.


Exemplos de parasitos encontrados em amostras biológicas:



Entamoeba coli - Cistos esféricos ou ovais que contém até 8 núcleos.

Origem do material: Fezes

Coloração: Lugol forte







Giárdia lamblia – Cisto oval. Causador de giardíase, mais encontrado em crianças. Origem do material: Fezes Coloração: Lugol forte














Trichuris trichiura – Ovo com cor castanha e aspecto de barril. Origem do material: Fezes Coloração: Lugol forte

















Taenia sp – T. solium e T. saginata, diferem no número de ramificações primárias laterais do útero: T. solium contém 7-13 ramos laterias e T. saginata 12-30 ramos laterials.









Biomédica Nathalie G. Freitas CRMB 5766